Home > Cinema > Superman Redeemed – Christopher Reeve redimido?

Superman Redeemed – Christopher Reeve redimido?

Christopher Reeve em um Superman não-oficial (ou quase isso…)

Em tempos de Henry Cavill envergando o S estilizado no peito, a imagem de Christopher Reeve como Superman ainda é a mais lembrada e a mais querida. Mesmo assim, nenhum fã ou nostálgico tem muita boa vontade quando o assunto são as duas últimas produções que tiveram o ator no papel. Superman III já foi um equívoco que não precisava existir, mas bem menos ultrajante que Superman IV – Em Busca da Paz*, produção picareta da Cannon que deveria levantar um troco para um filme do… Homem-Aranha (saiba mais sobre esse caso neste FormigaCast).

*(Veja uma hilária cena de luta deletada)

Lamentável, mas teria o herói tido mais sorte nos cinemas em algum universo paralelo? Longe de perder tempo divagando sobre essa possibilidade, um fã mais dedicado resolveu corrigir essas atrocidades ele mesmo. Como? Editando Superman III e IV em apenas um filme de noventa minutos. O resultado chama-se Superman Redeemed, um fan film assinado por alguém que se intitula ADigitalMan. Compreensível usar um pseudônimo nestas circunstâncias.

Superman Redeemed - Christopher Reeve

A capa do DVD fictício do fan film brinca com a famosa frase do cartaz do filme original. “Você vai acreditar que uma lenda pode ser salva”. Criativo!

Superman Redeemed começou a circular pela internet por volta de 2006. Ouvi falar dele cerca de dois anos depois, graças ao Filmes Para Doidos, e até procurei de alguma forma conferir essa iniciativa. Não encontrei nada na ocasião e acabei deixando a lembrança em algum canto distante da mente. Quis o destino que eu encontrasse – muito por acaso – um link de download ativo há poucos dias. Não perdi tempo e encarei uma sessão, mais por curiosidade do que por boa expectativa, e uma coisa eu afirmo sem medo: é realmente MUITO melhor do que qualquer um dos dois filmes separados.

É preciso calma neste momento. Lembre-se que para ser melhor do que aquilo não é preciso muito, mas a edição de Superman Redeemed acabou criando um filme muito mais aceitável para o padrão da década de 1980 e da franquia em questão, descontando, é claro, as condições precárias do projeto em si.

A essas alturas, um monte de gente conhece o corte de Richard Donner para Superman II, lançado oficialmente, onde os fãs puderam conferir como o filme teria sido se o diretor do primeiro não tivesse sido afastado. Quem viu essa versão, sabe que algumas cenas do roteiro original nem haviam sido filmadas, o que foi solucionado usando os testes de elenco destes trechos.

Desta forma, normal que haja várias quebras de continuidade, perdoáveis pela situação. Mas era uma edição oficial de qualquer forma, com acesso a materiais inéditos até então. Bom, vamos lá… o que o tal ADigitalMan fez com o material que tinha em mãos, que era apenas o terceiro e o quarto filmes já prontos como os conhecemos e repudiamos?

O que esse cara fez?

A abertura, após dedicar o projeto a Christopher Reeve (o único e verdadeiro Homem de Aço), já avisa que se trata de uma edição de fã a partir de dois filmes imperfeitos, dando origem a um filme coerente. Indo direto ao ponto, tudo, mas TUDO que realmente pesa e irrita nos dois filmes acabou cortado na edição do fan film.

De Superman III, caiu fora o engraçadão Richard Pryor e com ele a trama do super computador. Isso inclui o Luthor genérico vivido por Robert Vaughn. De Superman IV, foi limada a subtrama da venda do Planeta Diário, levando junto a participação de Mariel Hemingway. Ótimo, o que nos poupa daquele passeio no espaço em que a moça não usa proteção alguma e não há consequência (aliás, relembre esse trecho constrangedor no vídeo abaixo).

Do terceiro, ficou a volta a Smallville, o reencontro com Lana Lang e a mudança de personalidade para o mal. Do quarto, a trama envolvendo livrar a Terra das armas nucleares, que era mesmo interessante como premissa, para justificar o Homem-Nuclear. Ficou também o Lex Luthor de Gene Hackman como vilão principal, assim como Lenny, seu sobrinho chato vivido por Jon Cryer, embora com tempo reduzido. Ainda bem, mas como juntar esses eventos em apenas uma trama que faça sentido?

A sinopse, finalmente

Iniciando com o abobalhado Clark viajando para Smallville, o baile da antiga turma do colégio e os passeios com a divorciada Lana e seu filho acontecem em paralelo com a fuga de Lex Luthor da prisão. Nosso editor anônimo incluiu uma cena deletada de fuga que não foi usada nem no corte de Richard Donner para Superman II, quando temos a primeira e única aparição da Srta. Teschmacher em Superman Redeemed.

Enquanto Lana e o filho vão para Metropolis e o menino fica mais próximo de Clark e o Superman, mais um enxerto de Superman II, agora utilizando a cena do corte oficial, quando Lois é salva em Paris e o elevador com a bomba é lançado no espaço. É isso que justifica a preocupação sobre uso de armas nucleares, no que um garoto qualquer resolve escrever ao herói pedindo que ele livre o mundo deste tipo de armamento. Se a edição conseguisse ajeitar as coisas de um jeito a entendermos que foi o filho de Lana quem fez o pedido, ficaria bem melhor, mas é gambiarra, então não há como reclamar.

Superman Redeemed - Christopher Reeve

O Superman malvado e bebum do terceiro filme. No fan film, a explicação para o comportamento é diferente.

Luthor vai ajeitando sua tramoia. Rouba o fio de cabelo do kryptoniano no museu do herói e cria o Homem-Nuclear a partir deste material genético. Só falta a radiação solar maciça, o que ele conseguirá colocando a matriz no meio das ogivas que o Superman vai arremessar ao sol. Ah, a diferença da preparação física de Christopher Reeve é gritante de um filme para o outro, então é bem estranho ver as cenas das duas produções misturadas. Ele também deve ter se sentido estranho em cenas como a do discurso nas Nações Unidas…

Homem-Nuclear pronto. Lembra daquelas unhas pretas medonhas, cujo arranhão envenenou o Super? Bem, já que o super computador foi cortado, o ferimento é a justificativa para a mudança de personalidade, tornando-o um super marginal valentão, aproveitando os momentos que todo mundo mais lembra do terceiro filme. Claro que vai culminar na luta entre Clark Kent e o Superman malvado no ferro-velho, onde as coisas voltam ao normal.

E aí segue o final do quarto com filme com suas presepadas lendárias. A briga na Lua e a “esperteza” do Super, enganando o vilão super-poderoso no elevador, estão lá, assim como a lua empurrada pelo herói para cobrir o sol e acabar de vez com a ameaça. Resolvido isso, voltamos às cenas finais de Superman III, quando ele precisa desfazer algumas traquinagens de quando estava mau. Imagino o que você está pensando agora, mas em momento algum eu disse que o cara havia criado uma obra-prima da Sétima Arte…

Superman Redeemed - Christopher Reeve

O Homem-Nuclear e suas unhas radioativas! De quem foi essa ideia?

Christopher Reeve teria aprovado?

Quem leu a biografia de Christopher Reeve sabe do desgosto que o ator teve com esses dois filmes. O quarto, principalmente. Falecido dois anos antes de Superman Redeemed ser concebido, é interessante imaginar o que ele diria sobre uma iniciativa como essa e seu resultado final. Independente de qualquer coisa, essa é mais uma prova de que a imaginação e disposição dos fãs não tem limite nestes tempos de internet.

Melhor para nós, que adoramos desencavar esse tipo de curiosidade em nossas perambulações internéticas. Se você curte o Superman de Christopher Reeve e se diverte também com esse tipo de patifaria, com certeza vai procurar essa pérola para baixar. Vamos poupar seu trabalho com este link. Corra, pois sabe-se lá até quando essas coisas ficam no ar.

Depois, conte para nós o que achou desta insólita “redenção”…

Já leu essas?
A Conversação - Coppola
A Conversação, de Coppola, na pauta do Formiga na Tela!
Os Imperdoáveis - Formiga na Tela
Os Imperdoáveis na pauta do Formiga na Tela!
Mudei de opinião - FormigaCast 144
Mudança de opinião sobre alguns filmes e séries no FormigaCast!
Versões alternativas do Superman - FormigaCast 132
Superman e suas versões alternativas no FormigaCast!