Home > Games > Board / RPG > Livros Jogos – Interatividade é uma página de distância!

Livros Jogos – Interatividade é uma página de distância!

Literatura interativa com os livros jogos

Na ânsia por um conteúdo original e interessante, você se depara com um site que além de artigos e críticas, tem também videocast e podcast semanal. Na sua tela, você se pega lendo sobre os Livros Jogos e nota que não tem mais tanto tempo assim para jogar RPG , ou que quer jogar mas não tem companhia. Eu te digo que a solução para estes dois problemas é tão simples quanto folhear páginas de livros – literalmente. Você quer saber mais sobre os livros jogos?

livros jogos

  • Se quiser saber como é a jogabilidade, pule 03 parágrafos
  • Se quiser entender mais sobre a proposta, vá para o próximo parágrafo
  • Se quiser sair do texto, vá para a Home clicando na Formiga Elétrica em cima da página

Escolheu? Vamos nessa.

Nem sempre podemos contar com nossos amigos para mesas de RPG que duram horas e horas durante as madrugadas, ou até mesmo temos tempo para evoluir e criar clãs em games online. Mas a vontade de jogar RPG e ter histórias incrivelmente originais onde você tem o poder de escolha é grande. Se você se identificou com a descrição acima não precisa mais ficar passando vontade: a editora Jambô tem em torno de 29 opções de livros jogos com aventuras para serem desvendadas.

O livro jogo fez um enorme sucesso com o O Feiticeiro da Montanha de Fogo, o primeiro livro da série Aventuras Fantásticas (Fighting Fantasy) criada por Steve Jackson e Ian Livingstone nos anos 80 e depois de muito tempo no esquecimento, retornou com poucas mudanças na republicação pela editora Jambô em 2009.

Apesar de ter toques de RPG, o livro jogo não faz parte deste gênero, pois suas decisões são limitadas às escolhas dadas pelos autores – e não infinitas -, tendo somente a criatividade parâmetro, o que ocorre no RPG propriamente dito. Este livro pode ser comparado aos jogos no estilo de Life Is Strange ou Beyond Two Souls, já que o jogador, ao se deparar com o momento da ação, tem à sua frente de duas a quatro escolhas de movimento, e deve lidar com as consequências destas escolhas.

Para gamers, leitores e rpgistas

As decisões e movimento da ação, porém, são parecidas com o RPG na hora de se “jogar os dados”. A sorte – e sua honestidade – podem dizer se o jogo vai acabar para seu personagem, dependendo do dano levado ou ataque mal realizado.

Nem todos os livros compartilham da mesma jogabilidade. Alguns necessitam de dados e possuem no rodapé de todas as páginas a imagem de dois dados para que o jogador possa “sortear” passando as páginas. Para outros, no entanto, não é necessário os dados, pois a evolução do jogo ocorre exclusivamente de tomadas de decisão do jogador, como “seguir a pessoa” ou “você decide”.

livros jogos

Todos os livros contém ficha inicial e dados em suas páginas para ajudar o jogador

Os livros jogos são ótimos para momentos solitários no ônibus ou metrô enquanto não tem episódio novo do FormigaCast para ouvirmos, ou até mesmo para relaxar. A jogabilidade dele é bem simples: basta ler, seguir as instruções e tomar uma decisão que vai desde virar para esquerda ou direita; até mesmo ao tipo de ataque a realizar contra seu oponente, e, dependendo da decisão, você atingirá a glória ou a morte.

Além de se poder jogar de forma solo, o fato do jogo possuir uma linha temporal linear é de grande valor para aqueles que não estão acostumados a jogar ou só querem curtir o momento. No entanto, ao mesmo tempo em que estes são os pontos fortes, eles também acabam se tornando um ponto fraco dos livros jogos já que acabam limitando a aventura de certa forma. Mas é algo que o jogador já deve estar ciente ao comprar o livro.

Logo ao abrir o livro, nós vemos uma ficha de personagem a ser completada pelo jogador com as estatísticas do personagem, itens e magias adquiridas durante a campanha. Mas não pense que em todos os livros estará um mundo fantástico em busca de ouro e fama: as histórias são diversificadas, com temas desde o xogunato do Japão feudal à zumbis e naves espaciais. Há também campanhas onde o jogador precisa precisa manipular e prestar atenção nos companheiros, e tem até mesmo um livro em que o jogador se torna a criatura a ser perseguida, como no caso de Criatura Selvagem.

livros jogos

Afie sua espada e não se esqueça dos mantimentos: nós vamos para uma aventura!

Mapas e ilustrações nas páginas também ambientam o livro para dar mais essência a leitura e ao jogo, fazendo com que a existência de um “mestre” não seja necessária – dando assim, autonomia ao jogador.

O sucesso dos livro jogos tomou força novamente, tendo até uma nova história que não faz parte da série Aventuras Fantásticas ambientada em Minecraft, chamada O Inimigo Digital – Uma Aventura Interativa Não Oficial de Minecraft, escrito por Athos Beuren, que também escreveu um livro jogo que passa no cenário de fantasia medieval de Tormenta, o maior cenário de RPG nacional, chamado O Senhor das Sombras.

Para aqueles que desconhecem o conceito deste tipo de jogo solo pode se basear em Bandersnatch da Netflix, que utiliza da mistura de gêneros dando interatividade ao episódio de Black Mirror.

O livro jogo se tornou uma forma agradável de unir a literatura ao jogo e conseguiu no processo diversos admiradores sendo além de diversão, uma forma de estimular a leitura.

Já leu essas?
Cobra Kai
A 3ª temporada de Cobra Kai – com spoilers – no Formiga na Tela!
resenha do livro Eu estou pensando em acabar com tudo
Eu Estou Pensando Em Acabar Com Tudo – Terror e autoconhecimento!
5 séries Sci fi para quem curte tecnologia
5 Séries para fãs de tecnologia!
Alguns filmes que previram o futuro!