Home > Quadrinhos > Darth Vader: O Clamor das Sombras – Uma Nova Franquia!

Darth Vader: O Clamor das Sombras – Uma Nova Franquia!

Darth Vader: O Clamor das Sombras - Panini

Embora não tenha sido um fracasso de bilheteria, a “nova-velha trilogia” de Star Wars, a que compreende os episódios I, II e III, sofreu com as críticas pesadas da imprensa e de boa parte dos fãs mais ardorosos. Justificadamente, diga-se de passagem. Com exceção do Episódio III, que pode ser considerado razoável, os dois primeiros não faziam jus à imensa expectativa criada em torno do lançamento deles. Isso era um problema sério, porque os fãs então se debruçavam sobre o polêmico Universo Expandido; livros e HQs que contavam as histórias ocultas daquele universo vasto, e nesse ambiente havia coisa muito melhor do que o que se viu nas telas com o advento da “nova-velha trilogia”. Se isso já não fosse muita dor de cabeça para os detentores da franquia, ainda havia o fato de que, tendo sido desenvolvido a partir de fanfics desde a metade de década de 1980, o Universo Expandido também estava em descompasso com o cânone cinematográfico de Star Wars. Frisando novamente – havia muitos fãs que preferiam o UE ao que viram nas telas nos Episódios I a III.

Darth Vader: O Clamor das Sombras - Panini

Então veio a compra da Lucasfilm pela Disney em 2012. No seu processo de expansão para conquistar o mundo (ou ao menos o mercado geek/nerd/pop), a dona do Mickey desembolsou alguns bilhões para ter a Força ao seu lado. Com nada menos do que a Marvel entre suas propriedades, era de se esperar que uma nova leva de quadrinhos baseados no universo de Lucas viesse pela frente. Agora, já em 2016, temos plena perspectiva dos resultados da ofensiva Disney sobre a franquia: cifras seguidas de tantos zeros que o próprio Deep Blue teria dificuldade de calcular. Agora, procurando manter todos os produtos derivados dentro do cânone cinematográfico, o selo Star Wars Legends serve para abrigar o que foi produzido antes da Disney começar a arrumar a casa.

Cabe uma explicação aqui. No caso dos quadrinhos, a coisa é um pouco mais complicada, já que a Dark Horse ainda tinha algum tempo antes de seu contrato terminar e publicou Star Wars até onde pôde, incluindo a nossa HQ em questão, lançada originalmente em 2013. O volume especial de Star Wars Legends, Darth Vader: O Clamor das Sombras (Darth Vader and The Cry of Shadows), saindo agora pela Panini no Brasil, foi escrito por Tim Siedell e desenhado por Gabriel Guzman, nomes então recorrentes da franquia. O trabalho não tem nada demais – mas também nada de menos. É uma aventura intensa no bom e velho esquema do soldado que presencia os horrores da guerra, emulando o eterno Coração das Trevas, de Joseph Conrad, imitado por tantos e mais tantos por aí.

Darth Vader: O Clamor das Sombras - Panini

A trama se passa algum tempo depois da Ordem 66 do imperador Palpatine, que destruiu a maior parte dos Jedi na galáxia. Ela é contada a partir do ponto de vista de um dos clone troopers mandalorianos, criados pelos kaminoanos para lutar nas Guerras Clônicas. Inicialmente designado CT-5539, ele adquire consciência e vontade própria após entender ter sido abandonado por um Jedi quando ferido em uma batalha. Nutrindo um imenso ódio pelos defensores do lado luminoso da Força, ele ouve falar de um guerreiro de imenso poder, Darth Vader, cujo ódio pelos Jedi supera até mesmo o seu. Dando a si mesmo o nome de Hock Malssum, o ex-clone trooper decide que encontrará e seguirá Vader como seu comandante, mas pode não estar preparado para os horrores da guerra que o aguardam.

O roteiro de Siedell é competente, e os desenhos de Guzman não prejudicam. O personagem Hock, que é apresentado nesse volume, é devidamente desenvolvido dentro das tímidas pretensões da HQ. Seus conflitos interiores, expostos ao leitor usando a sempre confiável ferramenta da narração em off, são fundamentados, embora não muito complexos. O personagem de Vader é muito bem usado como uma sombra que se projeta sobre a narrativa, criando a tensão da expectativa de sua primeira aparição e de suas subsequentes ações. Tudo isso desenhado de forma organizada, embora nada ousada, por Guzman.

Darth Vader: O Clamor das Sombras - Panini

O amigo leitor pode questionar que é “só mais um produto” Star Wars. Uma HQ genérica. Não vamos negar isso. Mas o projeto da Disney para Star Wars nas HQs é sólido – a série mensal inclui nomes como Brian Wood, o que nos diz claramente que a Disney/Marvel está si, preocupada em entregar algo decente ao leitor. Volumes extra como O Clamor das Sombras, que complementam a série mensal, servem para imergir ainda mais o leitor nesse universo tão vasto e cativante. Se não se sustenta por conta própria, para o leitor que está acompanhando a série e estiver com uma grana sobrando, vale a pena dar uma conferida (embora R$ 19,00 seja um pouco salgado para um volume assim, viu Dona Panini?).

Star Wars se consolida como talvez o maior fenômeno pop que o mundo já viu. Bom para o público brasileiro que a franquia tenha encontrado um tratamento digno nas mãos da sua casa aqui. Principalmente para as HQs da saga, que, afinal, já tiveram nomes como Roy Thomas e Howard Chaykin envolvidos nela. Resta torcer para que a qualidade seja mantida enquanto os lucros estão em alta, e caso não estejam um dia, também.

Que a Força (e os bilhões de dólares) estejam conosco.

Já leu essas?
Rodolfo Zalla - THTRU
Rodolfo Zalla e o álbum THTRU na pauta do Formiga na Tela!
Wally Wood, vida e obra, no Formiga na Tela!
FormigaCast - Já deu
Temas explorados demais na pauta do FormigaCast!
Quadrinhos de Terror - FormigaCast
Quadrinhos de Terror na pauta do FormigaCast!