Home > Quadrinhos > Notícias > The Wild Storm – Warren Ellis retorna aos personagens que o consagraram!

The Wild Storm – Warren Ellis retorna aos personagens que o consagraram!

WildStorm? Não! The Wild Storm e com Warren Ellis de volta

O bom filho à casa torna – em The Wild Storm Warren Ellis está de volta aos personagens que o consagraram como um dos grandes nomes dos quadrinhos no final da década de 1990, quando esse catálogo estava sob o selo WildStorm. O título está sendo lançado hoje na gringa, escrito por ele e com arte de Jon Davis-Hunt e Ivan Plascencia.

Personagens da antiga WildStorm na minissérie The Wild Storm

Para quem não sabe – ou não se lembra – WildStorm é um dos falecidos selos publicados pela Image Comics durante os anos noventa, criado em 1992, e que foi comprado pela DC, ainda em 98. Quem tocava o barco era ninguém menos do que Jim Lee, que hoje é uma das cabeças por trás da casa de Batman e Superman. Já o selo WildStorm deu seu canto do cisne em 2010.

Agora, em um rompante saudosista, Ellis reassume os personagens do antigo, para produzir material por cerca de dois anos, em quatro títulos diferentes. O segundo título, após o próprio The Wild Storm, será Michael Cray, a “identidade secreta” do tanque de guerra ambulante Deathblow.

Lembrando que, quando Ellis assumiu o título Stormwatch em 97, os super-heróis estavam passando por uma das piores décadas de sua história, ainda sofrendo com os ecos da destruição do gênero provocados por Alan Moore e seu Watchmen.

Junto à caneta de Bryan Hitch, Ellis resgatou e modernizou o conceito de super-herói, tornando-os divertidos novamente, mas sem perder sua relevância. The Authority, o resultado desse processo, embora não seja lembrado com frequência nesse aspecto, é um dos bálsamos dos quadrinhos na virada dos ano 90 para os 2000.

Mas e a confusão na continuidade da DC?

A grande preocupação para o amigo leitor é: como isso se encaixa na mais recente confusão do universo DC, a linha Rebirth/pós-Novos 52/blablabla mega-saga enfadonha?

Pois bem, Ellis declarou para o site Vulture que ele aproveitará o conceito de Multiverso DC – sobre o qual nós falamos no Formiga na Tela de Pax Americana, de Grant Morrison – e The Wild Storm se passará em uma das muitas Terras – os super-heróis dela, portanto, serão versões bastante distintas daqueles que foram absorvidos nas histórias regulares da editora, como Apollo e Meia-Noite.

O que é bom e ruim – nós finalmente sabemos o que foi feito dessa galera após Ponto de Ignição, mas também sabemos que agora eles estão sujeitos a mais uma dessas reformulações cretinas, eventualmente.

Falando em Apollo e Meia-Noite, o escritor também deixou claro que os personagens não aparecerão na série – ao menos por hora. Eles devem marcar presença quando a série já estiver mais madura, junto com outros personagens da época, como O Bandoleiro.

O que também impressiona é pensar onde Ellis arranja tempo para tudo isso – além dos seus inúmeros projetos envolvendo quadrinhos (alguns bem inesperados) e também livros, na semana passada ele foi anunciado como o responsável pelo texto da vindoura série Castlevania. Haja fôlego.

Ainda sobre o clássico super-grupo de Ellis, a primeira edição terá Angela Spica, nossa Engenheira cromada favorita; a edição ainda conta capa de ninguém menos que o próprio Jim Lee, com uma versão alternativa por Tula Lotay.

Confira a prévia!

Personagens da antiga WildStorm na minissérie The Wild Storm

Personagens da antiga WildStorm na minissérie The Wild Storm

Personagens da antiga WildStorm na minissérie The Wild Storm

Já leu essas?
Rodolfo Zalla - THTRU
Rodolfo Zalla e o álbum THTRU na pauta do Formiga na Tela!
Wally Wood, vida e obra, no Formiga na Tela!
FormigaCast - Já deu
Temas explorados demais na pauta do FormigaCast!
Quadrinhos de Terror - FormigaCast
Quadrinhos de Terror na pauta do FormigaCast!