Home > Quadrinhos > Notícias > NEMO lança a polêmica HQ francesa A BÍBLIA SEGUNDO O GATO!

NEMO lança a polêmica HQ francesa A BÍBLIA SEGUNDO O GATO!

Continuando firme na linha de HQ’s européias, a Nemo publica agora a irreverente e polêmica A Bíblia Segundo o Gato. Leia o release oficial, enviado pela editora:

Provocativa. Instigante. Sarcástica. Cômica. Crítica. Reflexiva. São inúmeros os adjetivos que podem ser usados para qualificar a HQ A Bíblia segundo o Gato, do belga Philippe Geluck, lançamento da Editora Nemo no Brasil.

A Bíblia Segundo o Gato

O álbum não poupa ninguém com seu humor ferino, nem mesmo o próprio autor. Temas considerados tabus como o aborto, o casamento homo afetivo, a subserviência do homem à religião, a exploração e a violência são alguns assuntos que polemizam as 200 páginas de quadrinhos, que buscam responder a todas as perguntas dos homens desde o início dos tempos, tendo como única pretensão fazer rir. “Eis aqui a verdadeira história da criação do mundo por Deus e Pascoal, o carneiro. Recuse falsificações. Só esta versão tem a garantia de Deus e de Philippe Geluck”, anunciam dois anjos logo à primeira página.

De acordo com o diretor executivo da Editora Nemo, Arnaud Vin, “este álbum diverte justamente por sua postura politicamente incorreta”. Segundo ele, “Philippe Geluck, internacionalmente reconhecido como um dos grandes humoristas europeus, leva o humor aos últimos limites”, avalia.

Vários temas bíblicos aparecem no decorrer da obra, como a criação do mundo, de Adão e de Eva, sua expulsão do paraíso, o dilúvio e a Arca de Noé, e tantos outros, sempre em tom avassalador para provocar a reflexão dos leitores até o surpreendente final da história. Outro diferencial da HQ é a adaptação do texto, traduzido por Fernando Scheibe, à realidade do leitor brasileiro, com seus ditados populares, trocadilhos, músicas e palavras de ordem.

A Bíblia Segundo o Gato

A mensagem de A Bíblia segundo o Gato não poderia ser mais estimulante: é um apelo à tolerância entre os seres humanos e uma elegia à paz, à liberdade, à solidariedade, contra qualquer tipo de discriminação e violência. Tudo isso por meio de um humor inteligente. Afinal, além dos Dez Mandamentos conhecidos, há o décimo primeiro, “o menos conhecido e sem dúvida o mais lindo”, segundo ele: “Rirás de tudo, pois, já que vamos todos morrer mais cedo ou mais tarde, só o humor permitirá tomar um pouco de distância das vicissitudes da existência.”

Sobre o autor – Philippe Geluck nasceu em Bruxelas em 1954. Desenhista, humorista, comediante, homem de rádio e de televisão, o criador do Gato é um dos autores mais talentosos da sua geração.

Com 200 páginas, o álbum tem tradução de Fernando Scheibe, formato 25 X 16 e custa R$ 49,00.

Já leu essas?
Bezimena – A ética da cultura do estupro!
Hamlet de William Shakespeare – Versão menor da obra do Bardo!
Resenha de A Gigantesca Barba do Mal
A Gigantesca Barba do Mal no Formiga na Tela!
nada a perder
Nada a Perder – De fato, só a ganhar!