Home > Cinema > Quanto Tempo tem o Tempo, Se Não Estamos Juntos – Um curta-metragem sobre o isolamento, a pandemia e a sociedade da informação!

Quanto Tempo tem o Tempo, Se Não Estamos Juntos – Um curta-metragem sobre o isolamento, a pandemia e a sociedade da informação!

Os tempos pandêmicos são a base do filme Quanto Tempo Tem o Tempo, Se Não Estamos Juntos

O isolamento, a solidão, a angústia, o vazio e o tempo são reflexões motivadas pelo belíssimo curta-metragem experimental Quanto Tempo tem o tempo, se não estamos juntos, de Jader Monteiro. Em aproximadamente seis minutos de projeção, mergulhamos com duas personagens em três capítulos sensíveis, filosóficos e poéticos sobre a pandemia e suas consequências psicossociais.

Crítica Quanto Tempo Dura o Tempo Se Não Estamos Juntos

Tudo isso em composições cenográficas que obviamente estabelecem o enclausurar e, simultaneamente, dialogam intimamente com o âmago das protagonistas como, por exemplo, as tomadas feitas nos quartos e os precisos monólogos sobre a mesa onde cada uma toma o seu café. Aqui, espelhos, fotografias, gotas de água e lascas de pão são história e memória, materializadas como os grãos da ampulheta que marcam o tempo.

Toda a composição de cores quentes fotografadas divide espaço com o angustiante e sufocante azul. Um belo jogo linguístico que nos acalenta esperança e  otimismo pela presença totalizante nos figurinos das personagens. Uma cor que, assim como o tempo, é carregada de incertezas e moldados por nossa vivência e como escolhemos viver. Somos tomados por ritmos acelerados na montagem quando se faz necessário despertar em nós o desespero e somos brindados, em determinado momento, por uma montagem em stop motion para ressignificar o tempo e a construção acelerada e, ao mesmo tempo, lenta da nossa ainda passagem pelo isolamento. Somos espelhos quebrados que devemos juntar os cacos, um por um, para recompor nossa existência.

Crítica Quanto Tempo Dura o Tempo Se Não Estamos Juntos

Seria o tempo usurpado pela pandemia? Ou o isolamento e a solidão apenas serviram como justificativa para essa triste condição que carregamos desde o avanço tecnológico e nossa submissão às redes sociais? Assim, o filme de Jader Monteiro está essencialmente ligado a questões que vão além de nossa situação incondicional de isolamento, permeando reflexões atuais sobre a sociedade da era da informação.

Quanto tempo tem o tempo, se não estamos juntos está atualmente participando do festival de cinema The Lift-Off Sessions no Reino Unido. Devido aos processos de exclusividade dos festivais o curta-metragem de Jader Monteiro ainda não tem previsão de estreia nas plataformas livres de conteúdo audiovisual, ficamos no aguardo de novas informações.

Já leu essas?
Alta Ansiedade - Mel Brooks
Alta Ansiedade, de Mel Brooks, no Formiga na Tela!
Doutor Estranho - Full Moon
Doutor Estranho como você nunca viu no Formiga na Tela!
Django - Sergio Corbucci
Django, o original de Sergio Corbucci, no Formiga na Tela!
Filme bom, Final Ruim - FormigaCast
Filmes bons com final questionável na pauta do FormigaCast!