Home > Cinema > De Palma – O discípulo de Hitchcock contando tudo!

De Palma – O discípulo de Hitchcock contando tudo!

De Palma

Um documentário de 110 minutos sobre um dos mais emblemáticos cineastas norte-americanos. Não se trata apenas de passar a limpo a vida de uma personalidade específica do cinema, pois conhecer  -ou expandir o conhecimento sobre – uma trajetória como a de Brian De Palma é também mergulhar em histórias sobre a indústria. Com mais de cinco décadas de carreira, claro que isso também envolve um raciocínio sobre a produção de filmes enquanto conceito, além de como isso muda ao longo do tempo. Se com esse punhado de palavras consegui despertar seu interesse, é certo que você vai apreciar a viagem pela sétima arte que uma obra como De Palma (idem) proporciona.

Dirigido por Noah Baumbach, que comandou Frances Ha e Mistress America, e Jake Paltrow, cujos créditos incluem episódios de Nova York Contra o Crime e Boardwalk Empire, o documentário de 2015 tem um formato bastante tradicional. Em um plano fechado, Brian De Palma fala de sua carreira, ocasionalmente esbarrando em detalhes de sua vida pessoal, entre trechos de sua filmografia, destacando as pérolas inesquecíveis – claro. O primeiro contato, a influência e a admiração por Hitchcock não poderiam deixar de ser abordados, assim como seu ponto de virada profissional.

De Palma

Com John Travolta nas filmagens de Um Tiro na Noite (1981)!

Com o fim da década de 1960 e a revelação de um jovem ator chamado Robert De Niro, com Quem Anda Cantando Nossas Mulheres, o cineasta fez parte da última época marcante do cinemão americano. Os fãs e curiosos sobre o período conhecido como Nova Hollywood tem aí mais uma fonte de informação – confiável, diga-se de passagem – sobre esse recorte histórico, quando os diretores realmente mandaram na grande indústria. É louvável a tentativa dos responsáveis de jogar mais luz sobre Brian De Palma, que costuma ser pouco lembrado, em comparação com o resto da turma da qual fazia parte – Coppola, Lucas, Spielberg e Scorsese, entre outros.

Além da riqueza do assunto e sua grande quantidade de pormenores, tornando a experiência prazerosa e enriquecedora, ainda vai além. O interessado em técnica narrativa também encontrará algumas dicas muito bacanas, vindas de alguém que sabe realmente o que fazer no comando de um set de filmagem.  Os comentários não giram em torno apenas de escolhas de elenco e como estas tiveram impacto nas produções, mas também abordam várias escolhas estéticas e ideias descartadas. É uma oportunidade de entrar um pouco na cabeça do artista.

De Palma

No set de Os Intocáveis (1987)!

Quem já conhece bem esse caminho e tem saudade do De Palma que dirigiu Carrie, Um Tiro na Noite, Scarface e Os Intocáveis , entre outros pelas décadas de 1970 e 80, também tem a chance de ouvir o próprio falar sobre as escolhas que fez e os rumos do mercado. Não é o caso de mudar a percepção de certas obras, justificando qualquer deslize, mas é possível que uma boa parte de seu público o veja com outros olhos depois disso, compreendendo melhor essa carreira como um todo.

Com tanto tempo de estrada e 40 créditos como diretor, menos de duas horas parece pouco para abranger tudo, mas De Palma se vale da simplicidade direta de seu formato para dar conta desta tarefa. Apreciar esse conjunto pode ser difícil para quem não tem proximidade alguma com a filmografia da pessoa em questão, ou mesmo para quem ignora quão importante foi a década de 1970 para o cinema norte-americano. No entanto, se você leu esta crítica até aqui, acho difícil que seja esse seu caso. Diferente de Martin Scorsese, que evita comentar este momento específico por ter feito parte da História, Brian De Palma não teve problemas com isso ou outros detalhes posteriores, agradáveis ou não.

Melhor para nós, cinéfilos famintos!

Já leu essas?
Los Angeles - Cidade Proibida
Los Angeles: Cidade Proibida no Formiga na Tela!
Os Bons Companheiros - Formiga na Tela
Os Bons Companheiros na pauta do Formiga na Tela!
O Homem Que Queria Ser Rei - Formiga na tela
O Homem Que Queria Ser Rei no Formiga na Tela!
Critica de Quadrinhos - FormigaCast
A crítica de Quadrinhos é discutida no FormigaCast!