Home > Cinema > Artigos > Alguns dos alienígenas mais burros do Cinema!

Alguns dos alienígenas mais burros do Cinema!

Alienígenas com um raciocínio… hmmm…

Aproveitando a estreia de A Chegada, de Denis Villeneuve, resolvi falar sobre alguns dos alienígenas mais burros da história do cinema. É claro que os roteiristas não têm obrigação de entender a fundo questões relacionadas a astronomia, biologia, química, etc. Para isso eles possuem os consultores científicos, mas é claro que, vez ou outra, algumas coisas passam batido.

É importante deixar claro que o objetivo deste texto é apenas gerar uma reflexão mais analítica e bem humorada das ações destes extraterrestres, sem entrar necessariamente na qualidade do filme em si. Afinal, o cerne de muitas obras que citarei aqui não necessitam de uma rígida coerência científica.

AVISO: o texto contém spoilers de todos os filmes citados!

Conheça alguns dos alienígenas mais burros do cinema!

 Uma anatomia não tão alienígena assim

Antes de falar sobre filmes específicos, é interessante analisar um panorama geral sobre como os seres extraterrestres são normalmente mostrados em produções de Hollywood. Não é difícil você observar seres vivos terrestres, completamente diferentes de nós humanos. Vamos tomar como exemplo uma lagosta. Não é necessário um conhecimento aprofundado em biologia para notar que esse crustáceo é muito diferente de uma pessoa. Além da lagosta, a natureza nos brinda com inúmeros outros tipos de seres vivos em uma variedade quase incomensurável, isso sem contar as espécies que já foram extintas ao longo da história da Terra.

Se possuímos esse grau de diversidade biológica em nosso planeta, nada mais lógico do que supor que visitantes extraterrenos sejam muito diferentes de uma pessoa, correto? Só que o mais comum em filmes são os alienígenas humanoides, com simetria bilateral, membros e proporções que, na prática, são indistinguíveis de um ser humano. Isaac, meu hamster, é mais diferente de mim do que muitos alienígenas que aparecem na tela grande. Até onde eu sei, Isaac e eu somos do mesmo planeta.

É claro que muitas histórias utilizam a forma humanoide de maneira proposital, como é o caso de Distrito 9, O Homem Que Caiu na Terra e outros filmes. Porém, é claro que, para a maioria das produções, é simplesmente uma questão de comodidade criativa.

Conheça alguns dos alienígenas mais burros do cinema!

 

 

Sinais (M. Night Shyamalan, 2002)

O filme de M. Night Shyamalan (diretor que já ganhou um episódio do nosso podcast) nada tem de obrigação para com a acuidade científica. Seu cerne é outro. Mas vamos deixar isso de lado e avaliar o Q.I. dos invasores em Sinais.  Lembram-se que a fraqueza deles é a água? Pois bem, nada melhor como exemplo de incompetência do que tentar se estabelecer em um planeta onde 3/4 da superfície é coberta por esse líquido, não? Imaginando que eles conseguissem invadir e ficassem longe do litoral ou de rios e lagos, já pensaram no problemão que seria quando chovesse?

Conheça alguns dos alienígenas mais burros do cinema!

Olha, olha, olha, olha a água mineral.

 

Independence Day (Roland Emmerich, 1996)

Recentemente, um dos filmes mais populares da década de 1990 ganhou sua tardia continuação em Independence Day: O Ressurgimento. Vamos voltar no tempo e lembrar de como nossos algozes extraterrenos foram derrotados no primeiro longa. O nerd mais inteligente da Terra – que saiu do MIT e se tornou o cara da TV a Cabo – David Levinson (Jeff Goldblum) e o Capitão América Steven Hiller (Will Smith) entraram sorrateiramente na nave mãe dos alienígenas.

Finalidade? Inserir um vírus de computador no sistema dos vilões para desativar os escudos das naves menores que estavam na Terra. Ignorando o fator “tempo” que David levaria para criar o vírus – com certeza mais que de um dia para o outro – temos aqui o sistema menos protegido da galáxia! Não sei que tipo de plataforma os alienígenas usam, mas visto que eles conseguiram realizar uma viagem de anos-luz de distância de seu planeta até a Terra, seria bem provável que possuíssem uma plataforma inacessível ou, no mínimo, um antivírus mais eficaz. Mas David, com seu laptop, conseguiu a proeza de infectar um sistema alienígena e sem problemas de transferência! E eu aqui com dificuldade de encontrar um wi-fi decente e transferir arquivos do meu celular.

Conheça alguns dos alienígenas mais burros do cinema!

– Deveria ter atualizado o Avast!

Contatos Imediatos de Terceiro Grau (Steven Spielberg, 1977)

Steven Spielberg fez um dos filmes sobre contato alienígena mais marcantes da história do cinema. De quebra, os seres humanoides ainda são muito simpáticos, mas não há como negar que eles gostam de fazer uma firula. Vale lembrar que, antes de sua chegada, os alienígenas enviaram para a Terra uma sequência de dígitos repetidos que criptógrafos terrestres decodificaram como sendo as informações sobre a latitude e longitude do local onde nossos visitantes iriam pousar. Vamos analisar um pouco essa estratégia. As medidas e unidades de latitude e longitude não são determinadas de maneira natural, mas sim por meio de um acordo internacional.

Ah, tudo bem, podemos inferir que os alienígenas tiveram acesso a boa parte de nossa cultura a ponto de aprenderem sobre tais medidas e assim nos informar o local de pouso. Mas visto que eles entraram em contato com tal gama de informações, por que não mandaram uma mensagem mais direta com o próprio endereço? Ou até uma marcação em um mapa? Ou simplesmente não mandar a informação criptografada? De qualquer maneira, é injusto classificá-los como alienígenas burros. Talvez sejam apenas pouco práticos ou gostem de se divertir com outras raças tentando decodificá-los.

Conheça alguns dos alienígenas mais burros do cinema!

– Precisavam mesmo dificultar?

 O Homem Que Caiu Na Terra (Nicolas Roeg, 1976)

Primeira vez de David Bowie como ator, O Homem Que Caiu Na Terra é uma adaptação do ótimo livro de Walter Tevis. Neste longa, o alienígena Thomas Newton vem para a Terra com a missão de salvar o restante de sua raça, pois seu planeta natal, Anthea, padece da escassez de água. É claro que esse elemento não foi uma escolha aleatória e tem todo um simbolismo na obra. Todavia, pensando no viés mais analítico, parece que Newton e sua espécie não são tão inteligentes quanto parecem.

Graças ao seu nível intelectual avançado, Newton consegue criar inúmeras patentes tecnológicas e, com isso, enriquecer na Terra. Partindo desse fato, podemos supor que os cientistas antheanos possuem um conhecimento extremamente avançado, tanto em tecnologia quanto em astrofísica (afinal, enviaram um de seus para nosso planeta). Então, não seria mais fácil terem criado um dispositivo que sintetize água a partir do hidrogênio e do oxigênio de outros locais mais próximos, visto que esses elementos, mais carbono e hélio, são os mais abundantes no universo?  Talvez se tivessem feito uma parada em Europa, um dos satélites de Júpiter, poderiam ter resolvido o problema mais facilmente.

Conheça alguns dos alienígenas mais burros do cinema!

– Let the children lose it.

A Reconquista (Roger Christian, 2000)

Para ser bem sincero, eu mal possuo memória desse filme além de uma vaga imagem do John Travolta e Forest Whitaker com figurinos bizarros. Esta obra-prima só apareceu aqui neste texto porque meu colega, Daniel Fontana, me contou sobre as “presepadas” desses alienígenas aqui na Terra. Segundo ele, os seres extraterrenos invadiram e exploraram a Terra por séculos em busca de ouro e outros minérios.

Tudo bem, eu aceito aliens gananciosos, sob um capitalismo galáctico que funciona exatamente como o da Terra do nosso presente. O problema é que eles tinham tecnologia avançadíssima para detectar ouro e o que mais houvesse em profundidades impensáveis, mas nunca perceberam a existência do Fort Knox em todo esse tempo. Aliás, é exatamente esse o fator que permite sua derrota. Destruir o planeta pode, mas assaltar um banco já é sacanagem.

Conheça alguns dos alienígenas mais burros do cinema!

Ha Ha Ha

 

 Jornada nas Estrelas – O Filme (Robert Wise, 1979)

Esse até dá uma dor no coração deste que vos fala. O primeiro longa metragem da tripulação clássica é o meu favorito de todos os filmes da franquia – sim, acho melhor que A Ira de Khan, mas você pode saber sobre a opinião de outros membros do site ouvindo nosso episódio especial do FormigaCast em que falamos sobre todos os filmes clássicos, além desta relação dos filmes em ordem de qualidade, preparada pelo ilustríssimo supracitado, Daniel Fontana. Só que é impossível negar a existência de algo que pode ser considerado uma incoerência.

V-ger era uma antiga sonda espacial que estava em uma missão no espaço, até que foi encontrada por uma raça de alienígenas e reprogramada para adquirir todo o conhecimento do universo e então encontrar o criador. Após concluir a primeira etapa, a sonda adquiriu autoconsciência e é encontrada pela equipe da Enterprise. É revelado então que V-ger era na verdade a sonda Voyager 6 (no mundo real, só houveram as Voyagers 1 e 2). Final simplesmente fantástico. Afinal, como V-ger encontrou os seres humanos, representados por James Kirk (William Shatner), ela cumpriu a segunda parte de seu propósito. Lágrima nos olhos e as cortinas fecham. Aplausos. Entretanto, se ela adquiriu todo o conhecimento do universo, como ela não sabia que se tratava da Voyager 6? Enfim, independente disso, ainda é meu filme favorito da franquia!

Conheça alguns dos alienígenas mais burros do cinema!

Plano 9 do Espaço Sideral (Ed Wood, 1959)

Planejamento é a palavra chave. Que tipo de projeto, empresa, viagem, etc, consegue dar certo sem um planejamento adequado, não é mesmo? Pois é. Os alienígenas do filme mais “aclamado” de Ed Wood montaram um plano em que o objetivo era salvar os planetas do sistema solar da destruição causada por uma bomba chamada solobonite (?) que, segundo eles, seria fabricada pelos seres humanos em um futuro próximo. Que plano é esse? É o Plano 9, que consistia em despertar os mortos, causando o caos para que os vivos não conseguissem produzir as tais solobonites. A grande questão que fica é a seguinte. Se o famigerado Plano 9 já era ruim, imagine os oito anteriores que, pelo visto, não deram certo!

Saiba mais sobre a vida e obra desse curioso diretor, assistindo ao episódio do Formiga na Tela sobre o filme biográfico Ed Wood, de Tim Burton.

Conheça alguns dos alienígenas mais burros do cinema!

 

E para vocês? Quais outros alienígenas do cinema ficam abaixo da nota de corte do vestibular intergaláctico? Deixem nos comentários!

Já leu essas?
Los Angeles - Cidade Proibida
Los Angeles: Cidade Proibida no Formiga na Tela!
Os Bons Companheiros - Formiga na Tela
Os Bons Companheiros na pauta do Formiga na Tela!
O Homem Que Queria Ser Rei - Formiga na tela
O Homem Que Queria Ser Rei no Formiga na Tela!
Critica de Quadrinhos - FormigaCast
A crítica de Quadrinhos é discutida no FormigaCast!