Home > Cinema > Artigos > As diferenças entre A Caça e Aos Teus Olhos!

As diferenças entre A Caça e Aos Teus Olhos!

Apesar de terem a mesma premissa, Aos Teus Olhos e A Caça contém histórias diferentes

Lançado a cerca de um mês, o longa Aos Teus Olhos, dirigido por Carolina Jabor e estrelado por Daniel de Oliveira, Marco Ricca e Mallu Galli, conta a história de um professor de natação cuja vida vira de cabeça pra baixo após um aluno acusá-lo de pedofilia. A pergunta que essa premissa mais suscita é: “Mas essa não é a mesma sinopse do dinamarquês A Caça, de Thomas Vinterberg?”. Sim, de fato, pois o filme estrelado por Mads Mikkelsen também fala de um professor que é acusado de pedofilia e tem a vida destruída. Mas, apesar de ambos seguirem essa mesma premissa, os filmes não poderiam ser mais diferentes em termos de abordagem e temas. Avisamos que teremos spoilers de ambos os filmes, portanto, se não viu nenhum deles, leia por sua conta em risco.

Construção dos Personagens

A primeira coisa que chama a atenção em ambos os filmes é como os protagonistas são diferentes. Lucas (Mads Mikkelsen) se mostra um homem gentil e paciente, que tem paciência com as crianças, e está confortável no seu lugar como professor. É uma construção que nos leva a crer que ele nunca teria feito o que acusam ele de ter feito, por ser um homem bom e paciente.

a caça

Mads Mikkelsen, em mais uma ótima atuação no filme A Caça.

O mesmo não pode ser dito de Rubens (Daniel de Oliveira), que, mesmo mostrando que ama o seu trabalho, e tendo um jeito despojado com as crianças, ele se mostra fazendo charmes para alunas, e fazendo comentários estranhos no Facebook delas. E o fato de ele ficar nervoso quando questionado sobre o ocorrido só fazem aumentar as suspeitas – diferente de Lucas, que sempre fala com segurança que não fez.

Rede Social e Tempo

No longa de Vinterberg, a acusação ocorre em uma pequena cidade e vai aumentando a partir do boca a boca. Já o tempo mostrado no filme da vida de Lucas, após a acusação, se passa entre mais ou menos duas semanas. No longa de Jabor, basta um dia e a acusação vinda da mãe da criança ocorre em duas redes sociais: Whatsapp e Facebook. Em 24 horas, a vida de Rubens vira um inferno – principalmente por ter sido “condenado” na “corte” Facebook, que nunca está nem aí para as evidências. O que torna tudo ainda mais extrapolado é que o cenário do ocorrido é uma grande metrópole, o Rio de Janeiro, piorando tudo.

a caça

Rubens é condenado publicamente por algo que não se sabe se ele fez ou não.

Questão de Amizade

No longa de Carolina Jabor, ninguém realmente acredita em Rubens, por conta desse comportamento despojado prévio. Todos ficam realmente na dúvida se ele fez ou não fez algo, enquanto no filme de Thomas Vinterberg duas pessoas realmente acreditam na inocência de Lucas: o seu filho e um amigo de infância. Na verdade, em A Caça tudo se torna mais triste pelo fato de ser uma cidade pequena, em que todo mundo se conhece desde a infância, e ninguém realmente se questiona se Lucas fez realmente alguma coisa ou não.

Temáticas

A Caça mostra realmente o que o título diz: mostra uma pessoa sendo caçada como um animal, por algo que não fez; e nós sabemos desde o começo da inocência do protagonista. O filme mostra que, em situações de pânico e de horror como essa, dificilmente um ser humano será racional, e irá pensar sobre todo o caso e não agir por impulso. Enquanto em Aos Teus Olhos temos vários temas no ar: É justo uma acusação ser colocada de maneira pública, sem provas, em uma rede social a que todos têm acesso? Estamos em um tempo em que estamos ficando mais conservadores quanto às nossas crianças? No fim, não interessa se Rubens é culpado ou inocente, porque a sociedade já o declarou culpado.

No fim, o que temos? Dois filmes complexos, que tem temas importantes, e que vão render bons debates. Além de terem temas modernos, ambos são filmes excelentes, que merecem serem vistos.

Trailer de Aos Teus Olhos:

Trailer de A Caça:

Já leu essas?
Alta Ansiedade - Mel Brooks
Alta Ansiedade, de Mel Brooks, no Formiga na Tela!
Doutor Estranho - Full Moon
Doutor Estranho como você nunca viu no Formiga na Tela!
Django - Sergio Corbucci
Django, o original de Sergio Corbucci, no Formiga na Tela!
Filme bom, Final Ruim - FormigaCast
Filmes bons com final questionável na pauta do FormigaCast!