Home > Quadrinhos > Quadrinhos Perturbados – Nonsense ao quadrado!

Quadrinhos Perturbados – Nonsense ao quadrado!

Quadrinhos Perturbados

Dentro do universo das histórias em quadrinhos, a tira cômica talvez seja o segmento mais popular. Diferente de outra tradição norte-americana, que divide uma história mais séria neste mesmo formato, continuando por vários dias, existe a preocupação em iniciar e terminar a situação/piada ali mesmo. A síntese talvez seja a característica mais atrativa das tiras, fora a questão do humor, que naturalmente atrai o brasileiro e até explica a quantidade de artistas do nosso país que se destacam nesta arte. Poderíamos até argumentar que nosso próprio cenário socioeconômico fornece bastante material para essas mentes férteis, mas esse é outro assunto.

Quadrinhos Perturbados

Em Quadrinhos Perturbados, João Rabello organizou uma coletânea de suas tiras publicadas em seu blog homônimo, entre 2012 e 2015, e o título já nos dá uma boa ideia do que encontraremos nas páginas desta publicação independente. João investe em situações de puro absurdo, onde, às vezes, há espaço para alguns casos bem reconhecíveis da vida real. O personagem recorrente, um esqueleto de cavanhaque, protagoniza alguns destes momentos, mas em matéria de referências à cultura pop, este trabalho é um turbilhão que envolve patos famosos e mutantes da Marvel entre outras coisas. Piratas também tem algum destaque, fazendo o leitor mais antenado imaginar tratar-se de algum tipo de homenagem a Laerte.

Entre esses detalhes um pouco mais elaborados, o autor também investe em algumas piadas bastante inocentes, com algumas que chegam a divertir justamente por isso. Tudo é motivo para fazer graça por aqui, como nomes de modelos de automóveis, monóculos, trocadilhos com expressões comuns e previsão do tempo.

Quadrinhos Perturbados

Mesmo dentro desta proposta anarquicamente descompromissada, um fator que pode incomodar alguns leitores é a arte. O traço realmente não é uma preocupação do autor, mas é evidente a vontade de destilar esse humor de alguma forma, e os quadrinhos se mostram um meio viável para isso. Ainda que não procure soluções narrativas mais ousadas, mesmo desprezando o formato clássico de três quadrinhos dispostos na horizontal, os desenhos em Quadrinhos Perturbados até acabam se encaixando com a loucura de seu texto, levando o leitor a virar a página para descobrir qual é a próxima piração.

Quadrinhos Perturbados

Quadrinhos Perturbados é exatamente aquilo que se apresenta em um primeiro momento, o que é uma qualidade. Independente de qualquer coisa, João Rabello mostra que tem boas ideias. Caso seja sua vontade continuar trilhando esse caminho, natural que seu texto evolua junto com a expansão de seus horizontes gráficos. Vamos aguardar!

Interessou? Pode procurar na Ugra Press ou escrever para quadrinhosperturbados@gmail.com!

Já leu essas?
Resenha de Superman Uma Biografia Não Autorizada
Superman: Uma Biografia Não Autorizada
Felipe Cagno em palestra sobre roteiro e Quadrinhos
Palestra sobre Roteiro e Quadrinhos com Felipe Cagno!
Marshal Law no Formiga na Tela
Marshal Law, de Pat Mills, no Formiga na Tela!
As Aventuras de Buckaroo Banzai
As Aventuras de Buckaroo Banzai – Um cult bizarro!