Home > Quadrinhos > Notícias > Rick Remender e Sean Murphy em HQ distópica!

Rick Remender e Sean Murphy em HQ distópica!

A Image continua lançando algumas séries de ficção científica muito legais. Em setembro, as lojas gringas recebem Tokyo Ghost, de Rick Remender (Uncanny Avengers) e Sean Gordon Murphy (Punk Rock Jesus), uma HQ de distopia influenciada por várias coisas que os autores curtem, de Juiz Dredd a histórias de samurais. Como sempre, o desenho e a narrativa de Murphy chamam bastante atenção.

Tokyo Ghost

Tokyo Ghost mostra um mundo viciado em tecnologia e controlado por uma corporação gigante, a Flakworld, que inclusive tem a polícia sob seu poder, um detalhe onde podemos ver até uma referência a Robocop. Os dois protagonistas, Led Dent e Debbi Decay, agem contratados pela Flakworld. Na divulgação da prévia no CBR, o roteirista explicou em entrevista que empregar uma pessoa como Led é muito fácil, já que ele é alguém que assiste a vinte programas ao mesmo tempo enquanto navega por redes sociais, portanto completamente alheio e anestesiado em relação ao mundo e a seu empregador. Já Debbi, que o ama, age como seu Grilo Falante, pois ela é livre dessa influência, mantendo distância desta overdose de tecnologia.

O número de estreia apresenta o grande vilão, Davey Trauma, resultado de um experimento do governo para criar um ser humano capaz de enviar sua mente para dentro de um computador. Eis aí o caldeirão de referências cyberpunk que a dupla preparou. A prévia divulgada anima ainda mais!

Confira!

TokyoGhost-Unedited-Review-PDF-1-fcd0b

TokyoGhost-Unedited-Review-PDF-3-48076

TokyoGhost-Unedited-Review-PDF-4-06ef8

TokyoGhost-Unedited-Review-PDF-5-da743

TokyoGhost-Unedited-Review-PDF-6-81b5c

TokyoGhost-Unedited-Review-PDF-7-d71de

TokyoGhost-Unedited-Review-PDF-8-8ebde

Já leu essas?
Super Heróis são coisa de criança?
FormigaCast e a pergunta: Super heróis são para crianças?
Colossus 1980 no Formiga na Tela
Colossus 1980 no Formiga na Tela!
Liga da Justiça HQ
5 histórias que não fazem Justiça à Liga!
o justiceiro
Quando o Justiceiro definitivamente não foi levado à sério!