Home > Quadrinhos > Notícias > Artistas lançam edição homenageando a CHARLTON

Artistas lançam edição homenageando a CHARLTON

Charlton Comics foi uma editora sediada em Connecticut, fechada há mais de trinta anos. Era uma parte de uma companhia editorial que imprimia suas próprias revistas e começou a fazer quadrinhos para manter as máquinas rodando. Nunca foi grande como Marvel ou DC e era conhecida pela sua impressão ruim.

A DC comprou a maioria de seus personagens em 1983, que tinha entre os mais famosos o Besouro Azul, Capitão Átomo e o Questão. O interessante é que a mega aclamada obra de Alan Moore e Dave Gibbons, Watchmen, seria estrelada por esses personagens, mas a DC resolveu incorporar o material comprado ao seu universo regular, então Moore teve que recria-los. Sim, os personagens principais de Watchmen são versões bastante próximas desses e outros super-heróis da Charlton.

Agora, depois destas três décadas, um grupo no Facebook deu origem a algo especial para homenagear a empresa. The Charlton Arrow é um gibi de 44 páginas coloridas, apresentando alguns dos personagens que não foram absorvidos pela DC e permaneceram no limbo. Foi elaborado por uma lista respeitável de criadores: John Byrne, Sandy Carruthers, Javier Hernandez, Barbara Kaalberg, Paul Kupperberg, Batton Lash, Roger McKenzie, Michael Mitchell, Lou Mougin, Rick Stasi, Joe Staton, Steven Thompson, Mort Todd e Larry Wilson. A edição inclui títulos como Miss Bikini Luv, Spookman, Grok 70,000 A.D., Johnny Love, Doomsday +1 e os anfitriões dos títulos de horror da Charlton.

The Charlton Arrow #1 não estará nas lojas. Quem se interessar deve fazer seu pedido por e-mail. Para maiores informações no site de Mort Todd, clique AQUI!

Já leu essas?
Formiga na Tela falando de algumas duplas criativas das HQs.
Duplas criativas das HQs no Formiga na Tela!
Kingsman 2 no Formiga na Cabine
Kingsman: O Círculo Dourado no Formiga na Cabine!
Flash: Renascimento - Vol. 1
Flash: Renascimento – Satisfaz fazendo um bom básico!
Tom Strong Panini Vol. 6
Tom Strong: Nos Confins do Mundo – Final digno!