Home > Quadrinhos > Injustiça: Deuses Entre Nós – Ano Dois – Surpreendentemente surpreendente!

Injustiça: Deuses Entre Nós – Ano Dois – Surpreendentemente surpreendente!

Injustiça: Deuses Entre Nós consegue manter o interesse por esse elseworld em alta

Depois dos eventos catastróficos do primeiro ano de Injustiça e de seu final climático, que culminou em Batman com a coluna quebrada (por que eles sempre quebram a coluna do Bruce?!), Mulher-Maravilha em coma e o Arqueiro Verde morto, o segundo ano da revista pergunta: Onde está a Tropa dos Lanternas Verdes?

injustiça: deuses entre nós

Mas estamos nos adiantando. Se você não sabe do que se trata Injustiça: Deuses Entre Nós… O que você está fazendo aqui? Enfim, aqui vai um pequeno resumo: lançado em Abril de 2013, Injustice: Gods Among Us foi lançado para Playstation 3, XBox 360 e Wii U (recebendo alguns ports posteriores, tipo PC, Playstation 4 e Vita).

Ele conta a história de como o Coringa decidiu que, ao invés de atazanar o Batman, ele iria atazanar o Superman. No processo, ele fez o Kriptoniano matar acidentalmente Lois Lane, que estava grávida do herói e, no processo, detonou uma bomba nuclear em Metropolis. O jogo mostra o que aconteceu 5 anos depois, quando o Azulão se tornou um tirano e dominou o mundo (*cof*imitando o Esquadrão Supremo do Mark Gruenwald*cof*), restando apenas Batman como resistência a sua tirania (*cof*ESQUADRÃO SUPREMO*cof*). Os heróis do Universo regular da DC são teletransportados para lá, e auxiliam no remoção do (agora) vilão do poder.

Então, a DC lançou o quadrinho tie-in homônimo, que cobre os cinco anos que antecederam os eventos do jogo. Nele, vemos como as coisas chegaram na situação que chegaram, com Hal Jordan virando um membro da Tropa Sinestro, como Damien Wayne virou o Asa Noturna (depois de matar, acidentalmente, Dick Grayson), entre outros eventos.

Ninguém pode escapar do Ditador de Aço

Enquanto o Ano Um cobre os personagens que vemos no jogo, o Ano Dois passa para a próxima pergunta lógica: Se Superman pirar, o que a tropa dos Lanternas Verde faria? A resposta é “eles iriam para a guerra”. A história ainda tem duas outras linhas narrativas: O filho de Canário Negro e Arqueiro Verde e a população se rebelando contra o Superman, com a chegada das tropas de repressão do Kriptoniano. O principal problema dessa segunda parte é que, se você jogou Injustice… você sabe que eles estão fadados a falhar. Qualquer tentativa de vencer Clark será fracassada. Contudo, isso não deixa essa história menos interessante.

injustiça: deuses entre nós

Há também o maior clichê das histórias de “elseworlds“: a lógica “já que não é o universo oficial, podemos chutar o balde”. E “chutar o balde” é o que Tom Taylor faz. É um massacre. Personagem morrem de todos os lados. Contudo, essas mortes não são gratuitas, tendo como finalidade levar os personagens para a situação que aparecem no jogo. Ao terminar Injustiça: Ano Dois e Injustice 2 (o novo jogo), eu me pergunto: Há salvação para o Clark?

Falando em salvação… Se eu não tivesse lido essa HQ, e tão somente jogado… os jogos, eu aceitaria o Hal Jordan ser perdoados pelos Guardiões e se tornar novamente o Lanterna Verde… Mas nessa revista… eu não acho que ele mereça. Só espero que, seja lá que Inferno ele fala que passou nas mãos dos Guardiões, tenha sido realmente um Inferno, pois ele merece. “Ah, talvez a revista não seja cannon”, você me diz.

Não, cara, essas histórias SÃO cannon. Por que? O Arqueiro Verde que a aparece no Injustice 2, chamado de “Fake Ollie” (Ollie falso) pela Harley Quinn é, na verdade, um Oliver de outra dimensão, apresentado nesta história. Harley menciona à Dinah que teve uma filha com o Coringa, sem ele saber, e essa criança aparece no final do modo “arcade” dela (eu, como não tinha lido esse gibi ainda, não tinha entendido o final). Então.. sim, Injustice, a HQ, é cannon.

injustiça: deuses entre nós

Sinceramente, eu não botava fé nessa história… porém, agora que li, mal posso esperar para ler o resto!

Já leu essas?
Paciência Daniel Clowes
Paciência – Amor, psicodelia e viagem no tempo!
Unfollow Vertigo Panini Vol. 1
Unfollow Vol. 1 – Sem novidade e sem empolgação!
Flash: Renascimento - Vol. 1
Flash: Renascimento – Satisfaz fazendo um bom básico!
HQ sobre a lenda urbana da Loira Fantasma de Curitiba.
A Loira Fantasma de Curitiba – Lenda urbana vira bom caldo para HQ!