Home > Quadrinhos > Artigos > HQ – Curta do cinema marginal sintetiza os primórdios dos quadrinhos

HQ – Curta do cinema marginal sintetiza os primórdios dos quadrinhos

Rogério Sganzerla declarava que sua obra dialogava com as Hq’s. Talvez alguns não concordem e argumentem contra, mas o cineasta, apenas com essa afirmação, já é digno de respeito por tomar partido de uma arte que já foi muito ignorada e desvalorizada pelos meios ditos “intelectuais”. Se hoje, eventualmente, ainda há quem mostre algum preconceito neste sentido, é bom pensar como era em 1968, quando Sganzerla despontou no cenário do cinema marginal, com o filme O Bandido da Luz Vermelha, seu trabalho mais famoso.

Rogério Sganzerla

Rogério Sganzerla

Junto a Alvaro Moya, considerado um dos maiores especialistas do Brasil no assunto e organizador da primeira exposição internacional de quadrinhos, em 1951, dirigiu em 1969 um documentário em curta-metragem que, em poucos minutos, aborda a evolução da indústria dos comics.  A partir do pontapé inicial na imprensa norte-americana, com o Yellow Kid, até a sofisticação europeia em Barbarella, os dois parceiros passeiam rapidamente pelos traços de autores clássicos e declaram seu amor pelas onomatopeias e balões, entre outros recursos gráficos.

Alvaro Moya

Alvaro Moya

Com apenas dez minutos de duração, vale a pena conferir essa visão sobre os quadrinhos, bastante à frente da época de sua produção. É bom lembrar que Sganzerla, falecido em 2004, acabou não realizando seu sonho de refilmar seu mais famoso longa. Nas palavras do próprio, numa entrevista ao jornal O Globo em 1998, a nova versão seria “mais pop e mais gibi”. O cara realmente gostava desta mídia e fazia questão de deixar isso claro.

Já leu essas?
Sandman Panini
Sandman: Teatro do Mistério e o feminismo que ninguém comenta!
Segredos Vilões Marvel
Segredos – Vilões Marvel reencenam Os Suspeitos de Singer!
A HQ Valerian no Formiga na Tela
Valerian, a HQ franco-belga, é o tema do Formiga na Tela!
Cavaleiro das Trevas 3 HQ
Cavaleiro das Trevas III: Livro 8 – Depende da sua boa vontade!