Home > Programas > Formiga na Tela > Os Quadrinhos de Terror da EC Comics no Formiga na Tela!

Os Quadrinhos de Terror da EC Comics no Formiga na Tela!

A EC e seus Quadrinhos de Terror revolucionários

Com o estouro da indústria dos comics no final da década de 1930, trazendo o Superman ao mundo, os super-heróis uniformizados se tornaram a base deste mercado. A entrada dos EUA na Segunda Guerra aproveitou esses personagens no esforço da propaganda ideológica, com grande sucesso, é preciso reconhecer. O problema é que, logo depois dos fim do conflito, o interesse do público por eles acabou minguando. É justamente neste cenário, em que um segmento ainda jovem já precisava se reinventar, que outra revolução tomou forma. Com quadrinhos de terror e suspense como carro-chefe, a EC Comics chacoalhou o mundo dos quadrinhos e deixou sua marca.

Nas mãos de William Gaines, herdando a empresa do pai em 1947, a EC saiu de uma linha de publicações fracassadas, muitas delas dedicadas a promover valores tradicionais americanos, para um estrondoso sucesso editorial. Um caso perfeito de produto sintonizado com seu público, onde terror, ficção científica, guerra, crimes e humor escrachado fizeram a cabeça de uma geração. Publicações como Tales From The Crypt, Vault of Horror, Weird Science e Crime Suspenstories, entre outras, eram consumidas de forma voraz, mas Gaines enfrentou um grande revés já na primeira metade da década de 1950.

Os Quadrinhos de terror da EC Comics

Tales From The Crypt, a publicação mais lembrada!

A caça às bruxas nos quadrinhos iria priorizar, é claro, o maior sucesso da época. Com a EC na linha de frente dos ataques promovidos de forma oportunista pelo senador Estes Kefauver e pelo “psiquiatra” Fredric Wertham, o mercado e a cultura e geral sofreram um duro golpe. Os quadrinhos de terror e suspense de Bill Gaines serviram como bode expiatório em uma cruzada que acabou com o catálogo da empresa, culminando na criação da censura interna das editoras, na forma do Comics Code Authority. O episódio foi bem descrito por Gerard Jones no livro Homens do Amanhã.

Detalhamos essa história em mais um episódio do Formiga na Tela. Confira, curta o vídeo, comente e compartilhe. Caso ainda não acompanhe nosso trabalho, inscreva-se no canal. Mande suas sugestões ou críticas para o email no fim desta descrição. Por hoje é só, mas semana que vem estaremos de volta.

Assista!

Já leu essas?
karl edward wagner
Karl Edward Wagner – Sobre Kane, drogas, escrita e Espada & Feitiçaria!
Transmídia
Transmídia na pauta do FormigaCast!
Resenha de Mangá: O Poder dos Quadrinhos Japoneses
Mangá: O Poder dos Quadrinhos Japoneses
Músicas super herois quadrinhos
Cinco músicas inspiradas por heróis dos quadrinhos!