Home > Programas > Formiga na Tela > Drácula – Livro e sala temática do Escape Hotel no Formiga na Tela!

Drácula – Livro e sala temática do Escape Hotel no Formiga na Tela!

Drácula ontem e hoje

Em 1897, Bram Stoker (1847 – 1912) lançou seu personagem para o imaginário popular, de onde ele nunca mais saiu. Drácula cristalizou o mito do vampiro e estabeleceu várias características que se tronaram clássicas para esses seres noturnos, que transcenderam a literatura. Cento e vinte anos depois, o famoso conde ainda

A ideia deste episódio do Formiga na Tela (que já abordou o vampirismo no cinema com MartinSede de Sangue e Deixa Ela Entrar) foi comentar as característica mais marcantes do livro, até mesmo em comparação com outras obras imortais anteriores, como Frankenstein e O Médico e O Monstro, passando também pela sua aceitação pelo público e seu impacto evidente até os dias de hoje. Vlad Tepes, o homem que inspirou o personagem, também apareceu na conversaDeixamos de lado as adaptações cinematográficas por falta de espaço, além de ser um assunto que merece um programa só para falar disso.

Bram Stoker - Dracula

Bram Stoker (1847 – 1912), o pai da criança.

A sala do Conde no Escape Hotel

Drácula chegou aos jogos de fuga. A equipe do Formiga Elétrica foi gentilmente convidada para conhecer a sala dedicada ao Rei dos Vampiros no Escape Hotel, onde o grupo precisa decifrar todos os enigmas para matar o vilão. Veja o vídeo até o fim, onde comentamos nossa participação com imagens, e saiba um pouco mais sobre esse espaço bacana que garante muita diversão com quebra-cabeças, testando a capacidade de trabalho em equipe.

É isso aí. Assista, curta o vídeo, inscreva-se, comente e compartilhe! Semana que vem tem mais…

Confira!

Já leu essas?
Mindhunter no Formiga na Tela
Mindhunter no Formiga na Tela!
Resenha do livro A Marca do Zorro
A Marca do Zorro – Capa & Espada de raiz!
Resenha de Mangá: O Poder dos Quadrinhos Japoneses
Mangá: O Poder dos Quadrinhos Japoneses
Filme Black Sabbath - Mario Bava
Black Sabbath, de Mario Bava, no Formiga na Tela!