Home > Livros > Kindred – Laços de Sangue é a primeira obra de Octavia Butler no Brasil!

Kindred – Laços de Sangue é a primeira obra de Octavia Butler no Brasil!

Kindred representa, finalmente, a chegada ao Brasil de um dos maiores nomes da ficção científica: Octavia Butler

“Comecei a escrever sobre poder porque era algo que eu tinha muito pouco”. É esta frase, simples e honesta, que abre o o romance Kindred – Laços de Sangue, de Octavia Estelle Butler. Conhecida como “a grande dama da ficção científica”, Butler foi a primeira autora mulher e negra a ganhar, ainda nos anos 1970, notoriedade no gênero que até hoje é predominantemente masculino – e branco. Em outubro, Kindred, seu quarto livro, ganha versão brasileira  pela Editora Morro Branco e se torna, depois de 40 anos da sua publicação, a primeira obra da autora a chegar ao país.

livro kindred

Publicado originalmente nos Estados Unidos em 1979, Kindred conta a história de Dana, uma jovem escritora negra que vive na Califórnia, nos anos 1970, e se vê súbita e inexplicavelmente transportada para uma fazenda escravista no sul dos Estados Unidos, pouco antes da Guerra de Secessão. Horrorizada, percebe que está na casa dos seus antepassados: Alice, uma escrava, e Rufus, o dono das terras. Dana entende, também, que sua missão ali é não só sobreviver em uma sociedade que a rejeita, como também garantir que seus bisavós, os filhos de Alice e Rufus, nasçam, para que ela mesma possa existir, no futuro.

Kindred, assim, descreve a escravidão de forma honesta: Butler não hesita, por exemplo, em chamar de estupro a relação entre Rufus e Alice. “Eu devia levá uma faca comigo e cortá a garganta daquele maldito”, diz a personagem quando descobre que o dono da fazenda quer ter relações sexuais com ela. O fato de a autora ser negra em um contexto de lutas antirracistas nos Estados Unidos é essencial para este efeito.

Filha de um engraxate e de uma empregada doméstica, Butler nasceu em 1947, no auge da segregação racial nos Estados Unidos e, apesar de viver em uma comunidade “racialmente integrada”, em Pasadena, Califórnia, sempre testemunhou sua mãe ser tratada de forma desumana nas casas em que trabalhou. Mais velha, formou-se na Universidade da Califórnia e descobriu que as relações violentas e ambíguas entre negros e brancos, que ela experimentara durante a vida toda, tinham origens muito antigas, datando da escravidão.

É marcante o conjunto de sentimentos conflituosos da própria narradora ao tentar unir seus antepassados (já que sabia que suas ações iriam gerar mais violência para sua tataravó). São sentimentos contraditórios que a escravidão também suscitou, já que todos os discursos da época – seja religioso, político, científico ou social – tinham como objetivo justificar o injustificável; normalizar o que, na prática poderia ser chamado de tortura, assassinato e estupro.

 

 

livro kindred

A lendária Octavia Butler!

Butler publicaria, ao longo da vida, 14 livros de ficção, venceria os prêmios Nebula, Hugo e MacArthur Fellowship (alguns dos mais importantes da ficção científica) e entraria, pouco antes de morrer, em 2006, no Hall Internacional da Fama de Escritores Negros. Além disso, a Pasadena City College, onde Butler também estudou, criaria uma bolsa de estudos com seu nome. O próprio Kindred vendeu meio milhão de cópias no mundo inteiro, algo incomum para uma autora negra nos anos 1970.

Ela morreu em 2006, durante um bloqueio criativo que a atacara depois de anos trabalhando na série de romances Parable, que também abordava racismo. Segundo a autora, mergulhar no universo da série a “deprimiu profundamente”.

Essa matéria foi publicada originalmente na Revista Cult, por Helô D’Angelo!

Já leu essas?
A Mão esquerda da Escuridão no Formiga na Tela
A Mão Esquerda da Escuridão no Formiga na Tela!
jornada do herói
Caminho de Formiga #03 – Para onde leva a jornada do herói?
tecnologia do futuro
A tecnologia do futuro na ficção-científica – que já é realidade!
divinity
Divinity – A Valiant finalmente está entre nós!