Home > Livros > Análises > História do Cinema Mundial – Ótima introdução!

História do Cinema Mundial – Ótima introdução!

Em comparação com outras formas de arte, como pintura, escultura, teatro e música, o Cinema é relativamente muito novo. Mas, mesmo com pouco mais de um século de existência, a sétima arte possui uma história extremamente rica. Em História do Cinema Mundial, somos muito bem introduzidos a diversos pontos-chave dentro dessa curta, porém densa, linha do tempo.

história do cinema

Coletânea organizada por Fernando Mascarello

História do Cinema Mundial foi publicado em 2006 pela Editora Papirus. O livro é uma coletânea de textos de diversos autores, a maioria professores e pesquisadores de Cinema, sobre diferentes movimentos cinematográficos que estão ordenados cronologicamente.

Os artigos são agrupados em: Primeiro Cinema, Vanguardas dos anos 1920, Gêneros Hollywoodianos, Cinema Moderno e Vertentes Contemporâneas.

história do cinema

Os temas abordados são os mais importantes para cada grupo citado acima. No caso do Primeiro Cinema, temos um ótimo texto de Flávia Cesarino Costa (autora de O primeiro cinema: Espetáculo, narração e domesticação), que fala justamente sobre o início da sétima arte, desde os aspectos de “nova atração tecnológica“, contextualizando Thomas Edison e os irmãos Lumière, até a questão narrativa desses primeiros anos de Cinema.

Quando partimos para a parte Vanguardas dos anos 1920,  somos apresentados aos diferentes movimentos cinematográficos da época, como o expressionismo alemão, o impressionismo francês e o surrealismo, além de uma ótima reflexão sobre a montagem soviética.

história do cinema

O Gabinete do Doutor Caligari (1920) é um dos principais exemplos do cinema expressionista alemão

Na parte de Gêneros Hollywoodianos temos apenas dois textos. Um retrata a evolução do Western, abordando o nascimento, apogeu e declínio, e o outro é sobre os filmes noir. Aqui, por mais que os textos sejam muito bons, aqueles que já são iniciados nos estudos desses gêneros, podem se frustrar um pouco, pois quase tudo que é abordado, provavelmente já é de seu conhecimento – principalmente sobre Western. (Já assistiu nosso vídeo sobre a Trilogia dos Dólares?)

Em Cinema Moderno, há dois artigos que explicam muito bem o neorrealismo italiano e a famosa nouvelle vague francesa. Somos apresentados a diretores importantíssimos desses movimentos, como Roberto Rossellini e François Truffaut. Também contém textos sobre o documentário moderno, o cinema novo brasileiro e o cinema novo alemão. Nos dois últimos, temos uma ótima ideia de como o cinema nesses países se reinventou e sua relevância dentro do panorama cultural.

história do cinema

Acossado (1960) é um belo exemplar da Nouvelle Vague

A última compilação de textos aborda as vertentes contemporâneas, como – por exemplo – o cinema hollywoodiano mais atual (até 2006), o cinema pós-moderno, a era digital, o cinema de terras e fronteiras e outro artigo muito interessante e contundente, principalmente nos dias de hoje, sobre cinema e gênero. Esta questão do gênero no cinema se tornou um tema muito alardeado recentemente – principalmente por causa das redes sociais–, mas como podemos ver, já existe uma discussão antiga sobre isso e até inserções do tema em diversas obras.

Com uma linguagem simples e textos bem desenvolvidos, a coletânea oferece uma leitura agradável e fluida. Sem o uso desnecessário de um vocabulário mais rebuscado, o livro foge daquele estilo forçadamente pomposo que encontramos em outros exemplares sobre o tema.

Waking Life (2001) realiza experimentalismos com novas técnicas digitais

Waking Life (2001) realiza experimentalismos com novas técnicas digitais

História do Cinema Mundial é um ótimo livro de introdução para quem que tem interesse em aprofundar os conhecimentos sobre a história do cinema, seu papel na sociedade, os diferentes movimentos e possibilidades narrativas e estéticas. O estudo sobre a sétima arte nunca terá fim. Como uma nova página nessa história é criada a cada dia, acompanhar essa escrita, com uma maior compreensão, é simplesmente fascinante.

Já leu nossa análise sobre A Experiência do Cinema?

Já leu essas?
Crítica de Boneco de Neve
Boneco de Neve – Um livro que não conseguiu ser filme!
Crítica de Pai Em Dose Dupla 2
Pai em Dose Dupla 2 – Mais uma comédia natalina sem graça!
Crítica de Ninguém Está Olhando.
Ninguém Está Olhando – Melancolia latina!
Colossus 1980 no Formiga na Tela
Colossus 1980 no Formiga na Tela!