Home > Livros > Análises > George Lucas: Skywalking – Biografia interessante!

George Lucas: Skywalking – Biografia interessante!

Capa-George-Lucas-Skywalking

Uma biografia de George Lucas é, obviamente, um prato cheio para qualquer pessoa se aprofundar nos bastidores da criação de uma das sagas mais famosas do cinema, então espere encontrar nas páginas de George Lucas: Skywalking – A Vida e a Obra do Criador de Star Wars detalhes sobre a concepção da “história de Mace Windu, um reverenciado Jedi-Bendu de Opuchi que tinha uma relação de parentesco com Usby C. J. Thape, aprendiz padawan dos famosos Jedi”. Se você se interessa pelo assunto e a frase anterior lhe pareceu um tanto estranha, é mais um motivo para lê-lo. O caminho dos primeiros esboços até as telas foi longo e tortuoso.

Alec Guinness e um jovem e estressado George Lucas!

Alec Guinness e um jovem e estressado George Lucas!

Publicado no Brasil pela Generale, selo da editora Évora, no fim de 2015, aproveitando o barulho em torno da estreia do sétimo filme da saga espacial, Skywalking foi lançado originalmente em 1984, finalizado durante as filmagens de O Retorno de Jedi. A edição brasileira traz o apêndice do próprio autor, Dale Pollock, escrito em 1999, além de um posfácio exclusivo comentando a carreira de George Lucas e uma visita ao Rancho Skywalker, ocorrida em 2001. Com notas de rodapé, o livro procura atualizar o leitor com todos os detalhes pertinentes, que são inúmeros, já que muita coisa mudou desde então, mas isso não invalida a leitura, recomendável até aos interessados pelo período conhecido como Nova Hollywood.

Dale Pollock, o biógrafo!

Dale Pollock, o biógrafo!

Detalhando a infância de Lucas e seu ambiente familiar em Modesto, na Califórnia, a abrangência da biografia chega a incomodar um pouco quem está ansioso para ler sobre cinema. Quando o período abordado é o curso de cinema na USC, Pollock dá impressão de que vai se desmanchar em comentários lisonjeiros sobre o biografado pelo livro todo, até pelo tamanho dos capítulos. Felizmente, isso não acontece. Chegando ao início da década de 1970, o livro ganha fôlego quando o assunto é a produção de THX 1138, seu primeiro longa, além dos atritos com Francis Ford Coppola. A partir disso, passando por Loucuras de Verão e chegando aos primórdios de Star Wars, é possível refletir sobre a pessoa por trás do cineasta e empresário, um lado que quase todo mundo esquece. Não que alguém terá uma visão mais positiva sobre os episódios I, II e III ao terminar, mas talvez compreenda melhor como as coisas chegaram até ali e o que se seguiu após o período abordado.

Já consagrado, ao lado de Irvin Kershner, durante a produção de O Império Contra-Ataca!

Já consagrado, ao lado de Irvin Kershner, durante a produção de O Império Contra-Ataca!

A relação difícil com os estúdios, a mania por controle e o vício em trabalho são bem explorados, assim como o preço pago na vida familiar. Ironicamente, como contemporâneo de uma década marcante para revisão do papel de um diretor, até por isso sem paciência com o sistema de Hollywood, ele acabou acusado como um dos responsáveis pela morte de uma das fases mais criativas do cinema ocidental, mas foi o único que conseguiu a total independência que seus colegas sonhavam. É um paradoxo fascinante, agregando valor a todas as informações sobre a produção dos filmes e possibilitando uma boa discussão.

Infelizmente, os maiores problemas aqui dizem respeito à edição brasileira, que sofre com alguns erros primários de tradução e uma revisão pouco zelosa. Encontramos “navios” onde deveria ser “naves”, entre outros equívocos tão ruins quanto, além de um mesmo nome aparecer traduzido corretamente em um momento, porém em inglês em outro. A aparente correria deixou passar – até mesmo – alguns deslizes na gramática. Fora isso, algumas fotos do miolo estão impressas de um jeito que prejudica a visualização.

Skywalking foi terminado durante as filmagens de O Retorno de Jedi!

Skywalking foi terminado durante as filmagens de O Retorno de Jedi!

Apesar dos tropeços de ordem editorial, é um lançamento muito bem-vindo. Em um mercado carente por este tipo de título, como a demora para chegar aqui já indica, George Lucas: Skywalking – A Vida e a Obra do Criador de Star Wars oportunamente aumenta a gama de opções em nossas prateleiras. Não vale a pena só pela evidência que a epopeia espacial cinematográfica de Lucas tem desfrutado, mas pela relevância de sua pessoa, gostando ou não dele. É certo que a partir de alguns relatos polêmicos de Dale Pollock (alguns que desagradaram até o próprio George Lucas), muitos encontram mais motivos para criticar o criador de Darth Vader e cia., assim como outras pessoas aumentam sua idolatria. No fim das contas, o importante é ter a disposição de olhar mais fundo.

Já leu essas?
Resenha de Superman Uma Biografia Não Autorizada
Superman: Uma Biografia Não Autorizada
Crítica de Todo O Dinheiro Do Mundo
Todo O Dinheiro Do Mundo – Realidade sem vida!
Artigo - Ray Bradbury
O Fantástico de Ray Bradbury – Arte e Imaginação em espelhos!
karl edward wagner
Karl Edward Wagner – Sobre Kane, drogas, escrita e Espada & Feitiçaria!