Home > Cinema > O que esperar do terror nacional As Fábulas Negras?

O que esperar do terror nacional As Fábulas Negras?

O cinema de terror nacional encontrou um representante ao estilo das antigas compilações de contos de horror realizadas pela Hammer ou Amicus, produtoras inglesas especialistas no gênero. Ambas com forte presença nos anos 1960 e 1970, realizavam com frequência filmes como Contos do Além (Tales From the Crypt) de 1972, por exemplo, que seguiam este mesmo formato.

A novidade brasileira que se assemelha a estas antigas produções do gênero, com pequenas histórias dentro de um longa, é As Fábulas Negras. Conferido recentemente pelo público capixaba no Festival de Cinema de Vitória, mas ainda sem previsão se será lançado ao cinema comercial, o filme teve seu novo e divertido trailer divulgado. Confira!

O filme traz diretores brasileiros fortes no gênero como Rodrigo Aragão (Mar Negro) e ele, o icônico José Mojica Marins, que dispensa referências. Aragão dirige dois contos, enquanto Mojica comanda somente um.

Aos moldes de Contos da Cripta, As Fábulas Negras tem como início o encontro de quatro garotos que brincam de super-heróis no meio do mato. Acontece que em um intervalo nas brincadeiras, eles passam a contar histórias repletas de terror (é claro) e que envolvem lendas urbanas ou mitos do folclore brasileiro. Entre as 5 histórias que compõem o longa, temos O Saci, dirigido pelo eterno Zé do Caixão, O Monstro do Esgoto e A Casa de Iara (ambos dirigidos por Rodrigo Aragão), A Loira do Banheiro, assinado pelo novato Joel Caetano, e Pampa Feroz, dirigido por Petter Baiestorf (O Monstro Legume do Espaço).

Medo!

Medo!

Abaixo temos um pouco mais de detalhes sobre cada história…

O Monstro do Esgoto: o prefeito de uma cidade se recusa a investir no tratamento do esgoto, preferindo embolsar o dinheiro que seria gasto nesta obra. Com isso, o esgoto é despejado bem na frente de um homem que, desesperado, tenta resolver o problema com todo tipo de autoridade pública.

Pampa Feroz: a ameaça de um lobisomem faz com que dois capangas partam para enfrentá-lo. Um deles está apaixonado pela filha do coronel local, o que lhe traz sérios problemas.

O Saci: um homem despreza o conselho de Pai Pedro de respeitar o povo da mata e entra no bambuzal à noite, por conta própria. Tal arrogância desperta o saci, que passa a perseguir não só a ele, mas também a mulher em que está apaixonado.

A Loira do Banheiro: aprisionada em um banheiro sujo, onde é obrigada a invocar a loira do banheiro, uma garota é morta pelo espírito. Só que a brincadeira de mau gosto não era direcionada a ela, mas sim à uma amiga que, agora, é enviada a um colégio interno.

A Casa de Iara: alertada por um monstro, Iara descobre que seu marido a está traindo. É o suficiente para que ela elabore um plano para matá-lo.

E aí, vai encarar?

Já leu essas?
Mal Nosso – Terror brasileiro tem trailer para os fortes!
Zé do Caixão é foco!
Novidades sobre a série Zé do Caixão!
Minissérie biográfica de Zé do Caixão está chegando!