Home > Cinema > Godzilla está morto – Haruo Nakajima, o homem na roupa, falece aos 88!

Godzilla está morto – Haruo Nakajima, o homem na roupa, falece aos 88!

Uma lenda desconhecida, Nakajima encarou com glória a inóspita roupa original de Godzilla

Nós conhecemos pessoas como Doug Jones, Andy Serkis e Ron Perlman por conseguirem se transformar em fantásticas criaturas na tela grande, seja através de captura de movimentos ou elaboradas maquiagens e fantasias. As pessoas que fazem esse importante trabalho no cinema estão finalmente recebendo o devido crédito pela sua contribuição para nossas imaginações – mas este não era o caso nos anos 50.

Todos nós deveríamos conhecer o nome do ator Haruo Nakajima, que faleceu essa semana aos 88 anos – afinal, ele interpretou quase anonimamente um dos papéis mais conhecidos da história do cinema: Godzilla.

godzilla

Apesar de aparecer em pequenos papéis em filmes de Akira Kurosawa como Os Setes Samurais e A Fortaleza Escondida, Nakajima “ascendeu à fama” sendo o homem dentro da roupa de borracha através das doze primeiras aparições de Godzilla no cinema, entre 1954 e 1972.

Em toda a filmografia da Rei dos Monstros nos seus primeiros 18 anos de existência, seus movimentos foram resultados do incrível preparo físico de Nakajima para vestir a incrivelmente pesada roupa, criada por outra lenda do cinema japonês, o especialista em efeitos especiais Eiji Tsubaraya. E ele levava seu trabalho com toda diligência  e seriedade que se pode esperar de um profissional japonês, como visto no vídeo abaixo.

(O vídeo possui legendas apenas em inglês)

Um homem, várias lendas

É um fato que, anteriormente ao reboot que a franquia sofreu nos anos 80 (gerando o grande Godzilla de 1985), a sequência dirigida por Ishiro Honda era com certeza a melhor – toda estrelada por Haruo Nakajima no papel do monstro. Após o filme original de 1954, o ator ainda encarnou o papel para lutar com alguns dos adversários mais clássico do lagarto radioativo, como Mothra, Ghidorah, Gigan, Hedorah e – como não podemos esquecer – King Kong.

Além de Godzilla, Nakajima também encarou a tarefa de ser a carne e osso de outros monstros em Rodan, Mothra, The H-Man, Frankenstein Conquers the World, e The War of the Gargantuas, assim como também participou da série Ultraman produzida por Tsubaraya. Resumindo – se você assistiu e curte qualquer filme de kaiju anteriores a 1973, você viu o trabalho fenomenal de Haruo Nakajima. Somente “lenda” define o trabalho desse sujeito.

Curta esse pequeno filme caseiro com Nakajima usando a roupa uma última vez, como parte de uma divulgação no início dos anos 80 – e celebre a memória desse herói anônimo do cinema.

Esse artigo foi publicado originalmente no Nerdist!

Já leu essas?
Crítica do filme A Torre Negra
A Torre Negra – Pipocão que você já viu (várias vezes)!
Crítica de Na Mira do Atirador
Na Mira Do Atirador – E as problematizações desnecessárias!
Crítica de O Castelo de Vidro
O Castelo de Vidro – Tão Frágil Quanto Um!
Crítica de Bingo: O Rei das Manhãs
Bingo: O Rei das Manhãs – Enfim, um filme para sorrir!