Home > Cinema > O Anjo Exterminador – O surreal de Luis Buñuel

O Anjo Exterminador – O surreal de Luis Buñuel

Conhece O Anjo Exterminador? Para quem aprecia surrealismo e cinema juntos, o nome é Luis Buñuel. Influente e reverenciado por muitos cineastas e cinéfilos, fez seu primeiro filme, O Cão Andaluz, ainda na época do cinema mudo. Este foi sua porta de entrada para a sétima arte e um das mais lembradas realizações cinematográficas surreais de toda a história do cinema. Na realidade, não é um longa-metragem e sim um curta que apresenta cenas incomuns, sem ligação aparente, e tem pouco mais de vinte minutos. Uma viagem realizada em parceria com Salvador Dalí, outro artista surrealista.

Entre outros inúmeros filmes que fez após este primeiro, em 1962 realizou O Anjo Exterminador, também seguindo a mesma linha, porém de forma linear e mais palatável que este outro citado. É um exemplo clássico de seu cinema peculiar.

o-anjo-exterminador1

Um grupo de pessoas da alta sociedade é convidado para um jantar comum, como qualquer outro que costumam frequentar. Após o jantar, sem qualquer explicação, os convidados ficam presos em uma determinada sala. Aparentemente nada os impede de sair, porém simplesmente não conseguem. Assim, Buñuel mantém os personagens juntos em um único cenário, durante quase todo o filme.

Ao invés de nos debruçarmos em análises intelectuais, analogias, simbolismos ou se há teor político (aspectos que enriquecem qualquer experiência cinematográfica), vale também acompanhar o desenrolar da história por si só e as ações e reações dos personagens criados pelo diretor. É curioso ver pessoas da alta sociedade, deixarem de lado a etiqueta e a máscara quando colocados em situações extremas. As conclusões, se realmente existem, serão por sua conta. Ou basta apenas interpretar do seu jeito.

anjo exterminador 2

Uma curiosidade: para aqueles que já assistiram ao Meia-noite em Paris do Woody Allen, é possível ver inúmeras referências à vários artistas antigos de diversas áreas. Escritores, pintores e cineastas. Para quem não se recorda desta história, o protagonista Owen Wilson encontra pessoalmente artistas do passado. E um dos mais interessantes encontros é quando ele conhece Luis Buñuel e brinca com a história de O Anjo Exterminador.

Entre as diversas realizações de Buñuel, A Bela da Tarde, O Discreto Charme da Burguesia e o próprio Cão Andaluz, O Anjo Exterminador é mais uma referência de seu cinema assustadoramente interessante (entre outras definições possíveis) .

[su_youtube url=”https://www.youtube.com/watch?v=ERHL5nzEMmM”]

Já leu essas?
alice no pais das maravilhas
A versão surrealista de Dalí para Alice no País das Maravilhas!
História do Cinema Mundial – Ótima introdução!
A Experiência do Cinema – Antologia obrigatória!
Burroughs – Se a linguagem é um vírus, William é um vetor!