Home > Cinema > Artigos > Uma lista com 10 dos alienígenas mais malvados do Cinema!

Uma lista com 10 dos alienígenas mais malvados do Cinema!

Maldade espacial

Sempre que há uma conversa sobre vilões alienígenas no Cinema, a atenção quase nunca é voltada para outros personagens senão os icônicos Predador e Alien. É como se numa arte que tem mais de 100 anos de idade não tivessem existido outros personagens tão interessantes quanto eles. É claro que há muito mais, e é por isso que estamos fazendo esta lista. Se você, caro leitor, está tão cansado quanto a gente do monopólio dessas duas figuras, nos acompanhe nesta jornada que percorrerá uma galeria com 10 dos vilões espaciais mais malvados do Cinema. Aqui, há de tudo: personagens cômicos, alguns bizarros e outros muito assustadores. Preparados?!

10 filmes com alienígenas mais malvados

Lista com 10 vilões alienígenas:

10 – A Bolha de A Bolha Assassina (1958)

Não há como começar uma lista sobre vilões alienígenas no Cinema sem mencionar imediatamente a Bolha de A Bolha Assassina. Talvez vocês estejam se perguntando “por que não?” A resposta é simples: porque o clássico B de 1958, um dos primeiros do gênero, conta a história de um alienígena que, no formato de uma bolha, ataca um cinema numa cidadezinha dos Estados Unidos! Além disso, o longa se dá ao luxo de ter um jovem Steve McQueen no papel do protagonista. É preciso dizer mais alguma coisa?

 

09 – Os marcianos de Marte Ataca!  (1996)

Com astros do calibre de Jack Nicholson, Glenn Close, Pierce Brosnan, Anette Bening e Michael J. Fox no elenco, Marte Ataca! é uma paródia anárquica e pastelão sobre invasões alienígenas. Ninguém imaginava que Tim Burton, o diretor de filmes como Edward Mãos de Tesoura, Ed Wood, Batman e Batman – O Retorno encabeçaria um projeto hilário sobre marcianos cartunescos dizimando violentamente a raça humana. No entanto, ele não só foi muito bem sucedido na tarefa, como realizou um dos longas de comédia mais engraçados dessas últimas décadas.

 

08 – Os alienígenas de Independence Day (1996)

Realmente, 1996 foi o ano das invasões alienígenas no Cinema. Juntamente com Marte Ataca!, o público também pôde conferir Independence Day, longa de Roland Emmerich e com Will Smith no papel principal. Apresentando alguns dos alienígenas mais anti americanos da história (às vezes, parece que eles vieram à Terra somente para destruir patrimônios históricos e turísticos dos Estados Unidos), a obra foi uma das pioneiras em ressuscitar o subgênero dos filmes catástrofe. Se isso é bom ou ruim, são os leitores é que decidirão. Mas uma verdade é inegável: a cena em que a Casa Branca é destruída entrou para a História. Aos que desprezam o país, imagino que esse momento deve gerar um imenso e doentio prazer.

 

07 – Os insetos gigantes de Tropas Estelares (1998)

Apenas Paul Verhoeven poderia ter dirigido Tropas Estelares. Se aproveitando da sua experiência com o trash adquirida tantos nos primeiros filmes realizados ainda na Holanda quanto na sua incursão em Hollywood, o cineasta faz uma brincadeira de gênero e inicia o filme com uma narrativa descompromissada, leve e repleta de momentos cafonas, para depois chocar o público e contrastar a primeira parte com um ataque brutal e violento de insetos alienígenas gigantes. Quando o filme termina, a pergunta que ronda a cabeça é a seguinte: “O que é que acabei de assistir?”

 

06 – O monstro de Cloverfield: Monstro (2008)

Uma mistura estranha de invasão alienígena, filme de monstro japonês e narrativa found footage, Cloverfield: Monstro é uma das obras mais originais dos últimos anos. Desenvolvida pelos criadores com o propósito de ser o primeiro monstro genuinamente norte americano, a criatura, apesar de não aparecer muito, é assustadora e não se importa nem um pouco com o fato de deixar um rastro de destruição e morte por onde passa. Além dos mais, o público sabe muito pouco sobre ela. Mesmo com uma continuação lançada recentemente, o monstro continua misterioso.

 

05 – Jabba The Hutt em O Retorno de Jedi (1983)

Jabba The Hutt não aparece muito, mas, nos poucos momentos em que surge, a sua figura horrenda, a aparência asquerosa e a personalidade grotesca são suficientes para transformá-lo em um personagem vilanesco inesquecível. Algoz de Han Solo, o personagem interpretado pelo astro Harrison Ford, o gângster ficou também muito famoso pelo fato de ter transformado a Princesa Leia em escrava sexual, o que acabou gerando uma das cenas mais lembradas de toda a mitologia Star Wars.

 

04 – General Zod em Superman: O Filme (1978) e Superman II (1980)

Um dos maiores vilões do Superman, o General Zod aparece no filme de 1978, mas é somente no longa de 1980 que ele toma a dianteira e se transforma em um dos principais algozes de Kal-El. O personagem apareceu nos cinemas em duas versões. A última foi com o ator Michael Shannon no papel. No entanto, é difícil negar que a encarnação definitiva é a de Terence Stamp. Com cara fechada e frieza britânica, o ator inglês transformou o alienígena em um dos melhores vilões dos filmes de super-heróis. KNEEL BEFORE ZOD!

 

03 – As figuras subversivas de Eles Vivem (1988)

Revolucionário, subversivo, polêmico e sarcástico, Eles Vivem é uma espécie de vômito cinematográfico de todos os rancores, sentimentos raivosos e políticos de John Carpenter. ConsideraDO por muitos como o trabalho mais pessoal do cineasta, a obra é um manifesto consciente contra a alienação, a dominação tecnológica, a manipulação midiática e a ambição financeira. No filme, os alienígenas servem para mostrar que a maior ameaça à humanidade não vem de cima. Na verdade, somos nós mesmos.

 

02 – Os alienígenas de Vampiros de Almas (1956)

Dos que fazem parte desta lista, o longa Vampiros de Almas é um dos poucos que se apropria do conceito de invasão alienígena para fazer um comentário contundente sobre uma determinada realidade sociopolítica. Mais especificamente, a época da Guerra Fria. No filme, os alienígenas podem ser metaforicamente compreendidos como o medo que os norte americanos sentiam de uma possível dominação comunista no país. Em anos nos quais espiões dos Estados Unidos e da União Soviética se infiltravam na nação inimiga, a obra-prima de Don Siegel é um simbolismo político poderosíssimo.

 

01 – O ser mutável de O Enigma de Outro Mundo (1982)

Conforme o horror cósmico de H. P. Lovecraft já havia deixado claro, a ficção científica também pode ser assustadora. O Enigma de Outro Mundo (tema de um Formiga na Tela), talvez a obra máxima de John Carpenter, é um suspense psicológico de deixar os nervos à flor da pele, adaptando novamente Who Goes There?, de John W. Campbell (a primeira versão é de 1951, com um certo Howard Hawks não creditado na época). Claustrofóbico e desesperador, o filme, embora tenha personagens enfrentando um ser alienígena aterrorizante, é uma rica metáfora, assim como Vampiros de Almas. A frase “Nunca confie em ninguém” nunca fez tão sentido quanto nesta obra majestosa de Carpenter.

 

Gostou? Concordou ou achou faltou algum personagem? Comente!

*Lembrando que esta lista faz parte do especial sobre alienígenas que o Formiga Elétrica está fazendo por ocasião do lançamento de Alien: Covenant (já viram o Formiga Na Cabine ou leram a crítica do filme?

Já leu essas?
Lista - Cinco HQ's Cyberpunk
Lista com cinco HQ’s Cyberpunk!
Lista para quem curte o filme Blade Runner
10 filmes para fãs de Blade Runner!
doug
Doug – Os anos 90, a TV Cultura, e a ascensão e queda de uma era!
Boneco Terror
Cinco bonecos aterrorizantes do cinema!